lara ovídio | pedras não flutuam (2019)| vídeo, cor, stereo | 16:9 | 8'12”


pedras não flutuam

Pedi a ajuda de mulheres ligadas a São Rafael Velha para cobrir pedras coletadas na área da barragem com crochê. Estivemos, ao longo de um dia, tecendo na região da antiga cidade. Quando o sol se pôs, jogamos as pedras na barragem, repetindo o gesto do passado: perder para a água. Imaginei que marcando aquelas pedras específicas, num futuro hipotético com o aprofundamento da seca eu poderia voltar à região para procurá-las. Uma espera que poderia, ou não, terminar. 

Nessa vivência, encontrei uma história que ainda não pode ser reescrita. Por isso, o vídeo se torna uma reflexão sobre o que pode significar o silêncio e a ausência de um monumento à cidade perdida. Uma espécie de filme-monumento ou mesmo filme-ruína.