Seja bem vindo, 2016!

/No começo do mês estive em Santiago participando do Visionados de Portfólios Transatlantica PhotoEspaña 2015. Entre as imagens e pessoas que conheci, algumas me presentearam com perguntas. Algumas questões grudaram em mim. Em especial essa: os artistas têm gastado muito tempo e energia em promover seu próprio trabalho e esquecem de ver o que mais está sendo produzido.

 

[PAM!]

 

Para cada minuto gasto promovendo meu trabalho, quanto tempo gastarei vendo o trabalho de outros artistas? Conhecer o trabalho de artistas já consagrados conta ou só de artistas emergentes? Como chegar ao trabalho de artistas emergentes? Concursos, salões, seleções serão o melhor caminho? 

 

//Para terminar 2015 com menos pendências decidi que hoje só sairia da cama depois de terminar Anéis de Saturno de Sebald, Campos de Acción: entre el performance y el objeto, 1949-1979 e todos os portfólios do visionado que participei.

 

/// [http://www.eneroyabril.com/blog/2015/12/21/31xz3gg5vzkk56fb2c4c5m8rj5xpo6]

Esse post de Abril me fez pensar que um caminho a ser experimentado seria usar esse blog, também como espaço para mostrar o trabalho de outras pessoas. 

 

 

/ + // + ///

Sebald

“Talvez cada um de nós perca o bom-senso na exata medida em que se absorve no próprio trabalho, e talvez seja por isso que tendemos a confundir a crescente complexidade de nossas elocubrações com o avanço em conhecimento, enquanto ao mesmo tempo intuímos que nunca conseguiremos compreender o imponderável que na verdade determina nossa carreira.”

 

Howard Fried

Hoje conheci Howard Fried, nos apaixonamos à primeira vista. 

All my dirty blue clothes (1970)


PHE

Alicia Caldera


 

 

Colectivo Estética Unisex

 

 

Andrés Duran 

 

///////////

Em um ano, cabem muitas paixões.

Randolpho Lamonier - Balaclava

randolpho lamonier